CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS PROTESE DE SILICONE ANTES DO VERAO 31.07.21

Prótese de Mama. Antes do Verão!

Para muita gente, a chegada do verão significa correr para a praia e curtir o Sol. Para uma mulher que acabou de colocar prótese de silicone, essa tentação pode ser ainda maior. Afinal, agora ela está o colo bem marcado e provavelmente ansiosa para mostrar as novas curvas em um biquininho ou um belo decote. No entanto, nesse período de recuperação o ideal é evitar o calor excessivo.

O motivo para esse cuidado é o surgimento de edemas. Você pode observar que mesmo as pessoas que não fizeram nenhuma cirurgia plástica costumam ficar mais inchadas quando a temperatura aumenta. Assim, a possibilidade de a paciente também ter um inchaço maior nas mamas operadas em lugares quentes também existe. Dessa forma, a recuperação pode ser um pouco mais lenta, mas ainda assim não compromete o resultado da cirurgia plástica.

No período de calor, muitas pacientes se sentem tentadas a retirar o sutiã pós-cirúrgico. Elas alegam que o tecido é um pouco mais grosso e quente, o que causa algum desconforto. Porém, para uma excelente recuperação, é preciso usar essa peça o tempo inteiro, até mesmo para dormir, por pelo menos um mês. Ela deve ser retirada apenas para tomar banho e nada mais.

Esse é um cuidado essencial para quem faz cirurgias plásticas, e vale também para quem coloca prótese de silicone no verão. Em qualquer período do ano, o paciente deve evitar a exposição ao sol, ele eleva a temperatura do corpo, aumentando as chances de edema e até de sangramento. O sol também resseca a pele e a desidrata, o que prejudica a cicatrização.

Mas o principal risco da exposição ao sol após a cirurgia plástica é a fixação de manchas e cicatrizes. A luz solar escurece essas áreas de forma irreversível. Então, é importante não se expor para evitar que as áreas roxas, que normalmente aparecem após uma operação, e também a própria linha do corte se tornem mais escuras. É importante destacar que até mesmo o mormaço deve ser evitado.

Cirurgia Plástica em Santos
Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS PROTESE DE SILICONE RECUPERAÇÃO RAPIDA 30.07.21

Prótese de silicone tem recuperação rápida: atenção para alguns detalhes!

De maneira geral, um repouso relativo domiciliar de dez a quinze dias, dependendo do caso, é o suficiente. Após esse período, as atividades rotineiras podem voltar aos poucos, mas sem carregar pesos acima de cinco quilos, sem dirigir por pelo menos 15 dias. Pergunte sempre ao seu cirurgião plástico o que pode ou não ser feito.

Recomenda-se que o uso de sutiã seja feito por pelo menos um mês decorrido da cirurgia plástica. É importante comprar um sutiã de empresas especializadas em pós-operatório de cirurgia plástica, pois ele não contém armação de metal (que pode machucar a mama) e também pode ser feito com tecido que cause alergia.

Por mais que o implante de silicone seja seguro, é preciso tomar alguns cuidados em casa, nos primeiros dias após a recuperação. Ao dormir, por exemplo, prefira colocar dois travesseiros nas costas para elevar o tronco. Durma com a barriga para cima e com os braços ao longo do corpo.

Por conta da cicatrização, as atividades físicas também precisam ser restringidas, assim como o movimento de erguer os braços. De modo geral, evite levantar os braços acima da altura dos ombros por pelo menos 15 dias. Caminhadas leves sem causar muito esforço podem ser feitas usualmente.

Na alimentação, de maneira geral, opta-se por comidas com pouco sal para não aumentar o inchaço. Pode-se comer praticamente tudo, desde que a paciente não se sinta nauseada. Uma boa dica é evitar alimentos que produzem gazes (como feijão e alho), para não causar desconforto.

Caso algum dos pontos se abra, não entre em pânico. É uma intercorrência que pode acontecer, mas não é necessariamente uma urgência, salvo se estiver sangrando demasiadamente e sem parar ou se a paciente se sentir mal.

Se os pontos abrirem, notifique imediatamente seu cirurgião plástico para que possa examiná-la e ajudar no fechamento. Muitas vezes, o cirurgião plástico poderá realizar o procedimento no próprio consultório. Para você saber se o ponto abriu, será possível observar que a cicatriz ficou mais alargada subitamente e às vezes a região pode ficar mais dolorida, vermelha ou quente.

Cirurgia Plástica em Santos
Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLINICA-DE-CIRURGIA-PLASTICA-EM-SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS PROTESE DE SILICONE 08.07.21

Faixa modeladora para prótese de silicone: quando e por que utilizar?

A faixa modeladora para prótese de silicone é um acessório utilizado por algumas mulheres no pós-operatório. Porém, diferentemente do sutiã pós-cirúrgico, ela não é indicada para todas as pacientes, mas apenas em alguns casos específicos.

Alguns assessórios são muito importantes no pós-operatório. Um exemplo é o sutiã cirúrgico, que deve ser utilizado por todas as pacientes após a cirurgia plástica nas mamas.

A faixa modeladora é indicada pelo cirurgião plástico. O principal papel desses assessórios é manter as mamas estabilizadas e a prótese no lugar. Assim, eles facilitam a cicatrização e ajudam os seios a ficarem na posição e formato ideais.

Nas primeiras semanas a prótese ainda não aderiu aos tecidos naturais da mama. Portanto, se for “empurrada”, ela pode se deslocar.

Além disso, lembre-se que a prótese vai ocupar um espaço que não existia. Assim, a pele terá que se esticar para acomodá-la, bem como os outros tecidos que ficam ao redor dela.

Uma das funções do sutiã pós-cirúrgico é ajudar nesse processo. Ele mantém as mamas estabilizadas, facilitando a cicatrização e evitando deslocamentos. Também contribui para reduzir o inchaço, o que é muito importante nos primeiros dias.

Porém, em alguns casos a prótese fica em uma posição um pouco mais alta que o ideal. Essa é uma ocorrência relativamente comum, ainda mais quando o implante mamário foi colocado por trás do músculo.

No entanto, a paciente não precisa se preocupar. Nesses casos, o cirurgião plástico indica o uso de uma faixa modeladora. Ela é posicionada em volta do corpo, passando por baixo das axilas e por cima do colo.

A função desse acessório é pressionar a prótese na região do colo. Assim, ela é obrigada a descer e ficar na posição correta. O período de uso costuma ser de 30 dias, mas pode variar de acordo com a recomendação do cirurgião plástico.

Existem muitos modelos e marcas de faixa modeladora para prótese de silicone no mercado. As melhores opções são aquelas feitas com um material elástico e que comprime a região, mas que seja ao mesmo tempo resistente e confortável.

Assim como no caso do sutiã, é importante buscar uma faixa que tenha fechamento frontal. Dessa forma, você conseguirá colocá-la sozinha.

O ideal é não comprar faixas sem fecho ou com fechamento traseiro, pois para colocá-la seria necessário levantar os braços ou forçá-los para trás. Esses movimentos não devem ser feitos no pós-operatório.

A verdade é que a escolha da faixa modeladora para prótese de silicone deve ser orientada pelo cirurgião plástico. Ele poderá indicar o produto mais adequado para atender às suas necessidades, facilitar a recuperação e garantir um resultado incrível.

Nem todas as pacientes precisam usar a faixa modeladora para prótese de silicone. Ela é indicada apenas em situações específicas. Portanto, o ideal é realizar o acompanhamento pós-operatório conforme as instruções do cirurgião plástico e seguir todas as orientações para uma recuperação perfeita.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS ASSIMETRIA MAMARIA 03.07.21

Assimetria mamária: descubra o que é e como corrigir.

O corpo tende a ser naturalmente assimétrico, contudo, em alguns casos essa diferença se torna tão pronunciada que uma correção passa a ser necessária.

No caso das mamas, essa diferença pode ocorrer de diferentes formas. Peso, tamanho, formato, inserção no tórax, posição das aréolas são algumas delas.

A correção da assimetria mamária é recomendada para mulheres que sentem incomodo com a diferença, e que tiveram em sua avaliação, todas as doenças mamárias excluídas. Esse é um detalhe muito importante, tendo em vista que vários distúrbios podem gerar a assimetria.

Além disso, o cirurgião plástico precisa avaliar se os benefícios irão compensar os riscos. É importante ter em mente que toda cirurgia plástica deixa cicatrizes, e que elas precisam ser levadas em consideração antes de buscar por um procedimento plástico.

A prótese de silicone é uma das alternativas mais populares para minimizar a assimetria mamária. Nesse caso, o cirurgião plástico precisará fazer um estudo aprofundado para verificar o tamanho proporcional ideal para que as mamas fiquem o mais parecido possível.

O cirurgião plástico pode, por exemplo, colocar um implante menor no seio com maior projeção e um implante menor no seio com maior projeção. Dessa forma os seios ficarão mais parecidos de tamanho e volume, e os resultados irão agradar bastante a paciente.

Há um detalhe importante que você precisa ter em mente sobre assimetria mamária. Nenhuma cirurgia deixará as mamas perfeitamente iguais. Claro que o cirurgião plástico fará o máximo possível para que elas fiquem com o máximo de semelhança. No entanto, por conta da assimetria de todo o restante do corpo, o resultado nunca será 100% igual.

Se você sofre com esse tipo de distúrbio é essencial procurar por um cirurgião plástico. A correção da assimetria mamária envolve procedimentos delicados que, se não forem executados corretamente, pode gerar consequências permanentes.

A assimetria mamária é um problema que pode ser corrigido, melhorando assim a autoestima da paciente. Então não deixe de procurar um médico cirurgião plástico para que o seu caso possa ser avaliado por um profissional qualificado.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLIINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS PROTESE DE SILICONE 14.06.21

Como ficam os seios ao retirar as próteses de silicone?

O principal motivo que leva à retirada da prótese de silicone é o descontentamento feminino com o tamanho das mamas. A remoção da prótese de silicone de maneira definitiva é possível, desde que seja retirado o excesso de pele e que a região seja remodelada.

A cirurgia plástica, conhecida como explante de silicone, leva à flacidez dos seios, principalmente em próteses muito volumosas, devido ao estiramento da pele.

Isso acontece porque o tecido cutâneo estava esticado e firme com a prótese de silicone. Com a retirada é comum ficar uma sobra de pele e as mamas ficarem mais caídas e flácidas.

Muitas querem substituir a prótese de silicone por um tamanho menor, ou simplesmente retirá-las. É muito importante a paciente se orientar com um cirurgião plástico experiente, sobre a prótese de silicone proporcional a estrutura corporal, a fim de surtir um efeito mais natural, com equilíbrio e harmonia estética.

Não é recomendado o implante de prótese muito volumosa, prevendo o explante no futuro, além de levar a dores na coluna, problemas de postura, extensão de pele que pode causar ruptura das fibras e estrias. Tudo que é exagerado não combina com equilíbrio e beleza e pode gerar arrependimento.

O explante pode ser obrigatório quando ocorre uma infecção na mama, causando um endurecimento da cápsula ao redor do implante. A remoção é o principal tratamento, se através de medicamentos o problema não for resolvido. Porém, é considerado um caso raro.

Por isso deve-se avaliar a estrutura mamária, quando se coloca a prótese de silicone, para evitar perda de volume, flacidez e intercorrências. Caso precise remover o excesso de tecido, o que é muito comum, a cicatriz pode ser maior que a adquirida com o implante, em formato de “T” invertido.

Após a remoção do implante, busca-se um efeito natural no remodelamento das mamas, sem deixar de lado a firmeza dos seios. A paciente deve estar em boas condições de saúde. Portanto a avaliação médica e os exames pré-operatórios são imprescindíveis e determinantes.

O pós-operatório leva cerca de 30 dias, porém fácil de ser realizado, quando a paciente segue as devidas orientações médicas.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

CLINICA DE CIRUGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS PROTESE DE MAMA 04.06.21

Cirurgia plástica de mastopexia com prótese de silicone.

A cirurgia de mastopexia com prótese de silicone é a cirurgia plástica que levanta os seios caídos ao mesmo tempo em que proporciona mais volume às mamas. É indicada para casos em que os seios são muito flácidos e o tecido mamário apresenta pouca densidade.

Nem toda mastopexia envolve a colocação do implante. Mas a vantagem do silicone é que ele permite remodelar o seio. Com ele, a silhueta ganha um contorno mais preenchido. A mama fica mais firme, com mais sustentação e projeção.

É a solução procurada por mulheres que desejam melhorar a aparência, especialmente após períodos de gestação e amamentação, ou quando há uma grande perda de peso. São transformações pelas quais o corpo passa e que impactam na firmeza dos seios.

A ptose mamária – que é o termo técnico usado para definir o peito caído – ocorre naturalmente por diversas razões. Entre elas, estão o envelhecimento, as alterações hormonais, as características genéticas, a gravidez e o aleitamento, além do emagrecimento intenso.

A mastopexia com prótese pode ser realizada por qualquer mulher insatisfeita com a queda dos seios, desde que esteja em boas condições de saúde. Basicamente, esse procedimento tem o objetivo de: levantar e firmar os seios, corrigir assimetrias, reduzir aréolas.

Para a mastopexia, nem sempre a prótese de silicone é necessária. A decisão depende da textura e da densidade do tecido das mamas. O implante associado ao lifting de mamas tem sido procurado com maior frequência devido aos resultados que proporciona.

Os cuidados pós-operatórios são essenciais para a manutenção e a durabilidade do resultado. As principais recomendações médicas costumam ser:
– Dormir de barriga para cima;
– Não realizar esforço físico com os braços;
– Usar sutiã cirúrgico por dois meses;
– Alimentação leve nos primeiros dias.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS QUANDO SUBSTITUIR A PROTESE DE MAMA 12.05.21

Quando é necessária a substituição da prótese de mama?

A consulta periódica é necessária para identificar uma possível contratura capsular ou outra complicação que possa ter passado despercebida. Através do acompanhamento anual, o cirurgião plástico consegue ficar atento a alguns sinais de complicações tardias, que podem acometer a prótese de silicone, embora sejam casos raros. Uma das complicações é a contratura capsular.

A contratura é o endurecimento da cápsula que se forma ao redor da prótese de mama. Toda prótese de silicone inserida no corpo ocasiona uma reação do organismo, que forma essa cápsula. Seria como uma película ao redor do implante.

Essa película, caso sofra um processo de enrijecimento, pode levar a deformidades visuais ou apenas palpáveis. Estima-se que 4% das próteses, durante um período de 10 anos, vão desenvolver algum grau de contratura.

Vale lembrar que apenas as contraturas que atingirem graus mais avançados, como 3 ou 4, têm a necessidade de substituição das próteses, pois terão deformidades visíveis ou outros sintomas.

Sempre guarde o cartão de informações da prótese. Muitas marcas oferecem uma garantia vitalícia do produto. No caso de uma ruptura ou contratura, algumas empresas substituem a prótese de silicone. A paciente não precisa se preocupar com essa despesa, somente com a cirurgia plástica.

Além disso, pacientes muito magras e com próteses grandes podem sofrer o chamado rippling. Trata-se de uma ondulação ou dobra na região superior do tórax. Não causa dor, mas gera um desconforto estético.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS MASTOPEXIA 07.05.21

Mastopexia com próteses de mama.

A mastopexia ou cirurgia de levantamento mamário é um procedimento cirúrgico indicado nos casos em que a mama está caída. A ptose (queda) pode acontecer devido a fatores genéticos, gravidez, amamentação ou alterações importantes de peso.

Para os casos em que as mamas apresentam uma flacidez média ou acentuada associada a necessidade ou vontade de aumento do volume das mamas, está indicada a realização da correção da flacidez que chamamos de mastopexia com a inclusão de prótese de silicone.

Com a prótese de silicone, conseguimos aumentar a mama no volume que desejamos, dar mais projeção no polo superior da mama e reduzir a extensão da cicatriz.

A prótese de mama pode ser colocada submuscular ou subglandular e o volume das próteses é definido pela paciente com orientação e ajuda do cirurgião plástico.

Com a cirurgia plástica, não só o tamanho das mamas pode ser melhorado, mas também a sua consistência e forma, tudo obedecendo à norma de harmonia em relação ao físico da paciente como um todo.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

clinica de cirurgia plastic em santos dra ana lucia lemos protese de mama com reduçao de mamilo 20.04.21

Prótese de mama com redução de mamilos.

Homens ou mulheres, quando possuem mamilos muito desenvolvidos, ou seja, hipertrofiados, são os candidatos preferenciais ao procedimento cirúrgico de redução.

Em geral, se queixam porque possuir essa parte muito desenvolvida os constrange e chama a atenção quando vestem uma roupa mais justa ou ainda quando estão despidos.

O aumento dos mamilos pode acontecer por diversos motivos e dentre eles destacam-se os fatores hereditários, desequilíbrios hormonais e a amamentação.

Alterações hormonais, doenças hepáticas, alguns medicamentos e o uso de anabolizantes podem levar ao aumento dos mamilos e à ginecomastia (mamas masculinas).

O quadro clínico pode ir desde uma pequena nodulação ou um pequeno aumento para a frente da aréola ou mamilo, até a presença de tecido mamário que necessita de uma cirurgia de maior porte com anestesia geral.

Trata-se de um procedimento simples e que pode ser associado a outras cirurgias como a cirurgia de mamoplastia (levantamento das mamas), mamoplastia redutora ou de ginecomastia (mamas masculinas).

A redução de mamilo é um procedimento cirúrgico de caráter ambulatorial. Contudo, se estiver associado a outra cirurgia de maior porte deverá ser realizada em um centro cirúrgico, necessitando a internação do paciente.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS ASSEMETRIA MAMARIA 29.03.21

A assimetria mamária pode ser corrigida, melhorando assim a autoestima da mulher.

O corpo tende a ser naturalmente assimétrico, contudo, em alguns casos essa diferença se torna tão pronunciada que uma correção passa a ser necessária.

No caso das mamas, essa diferença pode ocorrer de diferentes formas. Peso, tamanho, formato, inserção no tórax, posição das aréolas são algumas delas. A assimetria mamária deve ser corrigida através de cirurgia plástica.

A assimetria mamária é recomendada para mulheres que sentem incomodo com a diferença, e que tiveram em sua avaliação, todas as doenças mamárias excluídas. Esse é um detalhe muito importante, tendo em vista que vários distúrbios, como o próprio câncer de mama, podem gerar a assimetria.

É importante ter em mente que toda cirurgia deixa cicatrizes, e que elas precisam ser levadas em consideração antes de buscar por uma cirurgia plástica
.
A colocação de silicone é uma alternativa para diminuir a assimetria mamária. Nesse caso, o cirurgião plástico precisará fazer um estudo aprofundado para verificar o tamanho proporcional ideal para que as mamas fiquem o mais parecido possível.

A correção ocorre quando o cirurgião plástico coloca uma prótese menor no seio maior e uma prótese maior no seio menor. Dessa forma os seios ficarão menos assimétricos e os resultados provavelmente irão agradar a paciente.

A cirurgia plástica não corrige completamente a assimetria mamária. Esse é um detalhe importante que você precisa ter em mente, a cirurgia plástica não deixará as mamas perfeitamente iguais.

Claro que o cirurgião fará o máximo possível para que elas fiquem com o máximo de semelhança. No entanto, por conta da assimetria de todo o restante do corpo, o resultado nunca será 100% igual.

Se você sofre com esse tipo de distúrbio, é essencial procurar ajuda profissional. Você precisa falar com um cirurgião plástico que faça parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Tenha em mente que a correção desse tipo de problema envolve procedimentos delicados que, se não forem executados corretamente, pode gerar consequências permanentes. Por isso sempre procure um médico especializado e que tenha todos os registros de atuação necessários.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica