CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS LIPO 23.06.21

Quando a minilipoabdominoplastia é indicada?

Ao longo dos anos, as técnicas da cirurgia plástica para o contorno corporal avançaram bastante. Um destes avanços foi a criação da miniabdominoplastia. Em geral, é feita juntamente com a lipoaspiração, chamada de minilipoabdominoplastia.

Esta técnica é indicada para remover a sobra de pele na parte inferior do abdômen, geralmente em pessoas magras ou dentro do Índice de Massa Corporal (IMC) normal, com mínima sobra de pele e com a chamada diástase dos músculos retos abdominais.

Gravidez, perda de peso importante e envelhecimento são fatores de risco para desenvolver flacidez na região abdominal inferior. Estas condições podem resultar em uma dobra de pele que, em muitos casos, é esteticamente desconfortável.

A miniabdominoplastia é uma cirurgia plástica como outra qualquer e isso é importante para que o paciente entenda a complexidade do procedimento. Entretanto, quando comparada a uma abdominoplastia tradicional, traz algumas vantagens.

Um dos benefícios da minilipoabdominoplastia é que, na maioria dos casos, preservamos o umbigo do paciente. Na técnica tradicional, é preciso reconstruir essa estrutura. Outro ponto é a cicatriz é menor e fica ainda mais oculta em trajes íntimos ou de banho.

A cicatriz é muito parecida com a da cesárea. Por fim, é retirada uma menor quantidade de pele e musculatura dos retos é fechada em toda a extensão.

Outra vantagem da minilipoabdominoplastia é que o paciente consegue retornar às atividades em um prazo menor, quando comparado à técnica tradicional. É um procedimento seguro, sem necessidade de posições forçadas de flexão e permite ao paciente retornar às atividades da vida diária, como trabalhar, num prazo menor, em torno de 15 a 21 dias.

Por outro lado, apesar das vantagens da minilipoabdominoplastia, a indicação é muito específica. A indicação desta técnica é para pacientes dentro do peso normal, mais jovens, com localização alta do umbigo e com uma sobra de pele na parte inferior do abdômen e diástase dos retos abdominais. Aquele famosa ‘dobra de pele’ que não é eliminada por meio de exercícios, tratamentos estéticos ou perda de peso.

Embora o tempo de recuperação seja menor em relação a uma abdominoplastia, os cuidados no pós-operatório são bem parecidos. É fundamental que o paciente siga todas as recomendações para um bom restabelecimento.

O uso da cinta cirúrgica, o repouso relativo, uma boa alimentação e sessões de drenagem linfática são alguns cuidados no pós-cirúrgico. Além disso, é preciso evitar pegar peso e fazer exercícios físicos em torno de 45 dias ou mais, de acordo com a recomendação do cirurgião plástico.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
clinica de cirurgia plastica em santos dra ana lucia lipoabdominoplatia 03.11

Só abdominoplastia resolve?

A principal diferença de lipoaspiração para abdominoplastia é que a abdominoplastia é um procedimento isolado, ela visa a retirada de pele em excesso da região abdominal com o fechamento dos músculos. Eventualmente a lipoaspiração pode ser associada.

A famosa lipoaspiração, também conhecida por lipoescultura, é a remoção de gordura localizada e pode ser feita em várias partes do corpo, na região do abdômen, das costas e dos flancos.

A lipoaspiração visa dar um contorno corporal, modelar a cintura e outras regiões do corpo, por exemplo, os glúteos, com enxerto de gordura.

Dependendo do caso, a gordura retirada pode ser utilizada para preencher alguma depressão corporal (lipoenxertia). É muito comum pacientes realizarem a lipoaspiração associada à enxertia dos glúteos, por exemplo.

Mulheres que engravidem após a cirurgia plástica conseguirão manter os resultados desde que o peso corporal esteja controlado.

Qualquer procedimento deve ser realizado por cirurgião plástico credenciado e especializado na área. É muito importante escolher um profissional de confiança, que ofereça um tratamento humanizado, focado em atender as expectativas do paciente e proporcionar melhoras físicas e na autoestima.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS LIPOABDOMINOPLASTIA

Lipoabdominoplastia: cirurgias plásticas associadas para melhorar a silhueta.

A lipoabdominoplastia é uma variação da abdominoplastia clássica em que associa lipoaspiração do abdome com a correção do afastamento dos músculos retos abdominais (quando necessário) e com a remoção da pele excedente.

É uma técnica de cirurgia plástica desenvolvida por cirurgiões plásticos brasileiros que ganhou ampla aceitação e execução pela comunidade de cirurgiões plásticos internacionais.

Sua grande vantagem é permitir, ao mesmo tempo e de maneira segura, o tratamento de todas as estruturas envolvidas no contorno do abdome. Assim, pele, gordura e musculatura podem ser tratadas simultaneamente, preservando grande parte dos vasos sanguíneos que nutrem a pele e a gordura do abdome.

Os cuidados pós-operatórios são exatamente os mesmos de uma cirurgia clássica do abdome, utilizando-se dreno, malha de compressão e drenagem linfática manual pós-operatória, assim como todos os cuidados com as cicatrizes.

Em geral, é utilizada a anestesia raqui ou peridural com sedação e não é necessário mais de um dia de internação no hospital.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
clinica de cirurgia plastica em santos dra ana lucia lemos lipoabdominosplatia

Qual a diferença da lipoabdominoplastia para a abdominoplastia?

A lipoabdominoplastia diferencia da abdominoplastia por ser feito a plástica de abdome associada a lipoaspiração da região abdominal, no mesmo ato cirúrgico, com o objetivo de afinar mais a parede abdominal. É indicado quando houver excesso de pele abdominal (flacidez) e excesso de gordura.

Na verdade, o cirurgião plástico irá considerar a lipoabdominoplastia para cada caso. Ela não é uma opção da paciente, pois precisa preencher pré-requisitos, além de ser menos indicada em pacientes fumantes e com mais idade, pelos riscos maiores, nestes casos, de diminuição da circulação da pele abdominal, com conseqüente sofrimento da pele e até áreas de necrose.

Não são, entretanto, os “quilos e litros” retirados que definirão o resultado estético, mas sim as proporções que o abdome mantenha com o restante do tronco e os membros. A maioria das mulheres apresentam certa “flacidez” do abdome após 1 ou vários partos, com predominância de pele sobre a quantidade de gordura localizada na região. Estes casos nos permitem excelentes resultados. Em outros casos, em que o paciente está com o peso acima do normal, o resultado também será bom e proporcional ao restante do corpo.

A cicatriz resultante de uma Lipoabdominoplastia localiza-se horizontalmente logo acima da implantação dos pelos pubianos, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão, dependendo do volume do abdome a ser corrigido. Esta cicatriz é planejada para ficar escondida sob as roupas de banho, e passará por vários períodos de evolução.

A drenagem linfática ajuda na remoção de líquidos e toxinas acumulados nas regiões operadas. Isto leva a mais conforto para a(o) paciente, menos dor no pós-operatório e mais rápido retorno às atividades do dia-a-dia. A maioria retorna às atividades em 3-4 semanas; exercícios físicos devem ser evitados por 6-8 semanas. A ausência de complicações no pós-operatório é condição para estes prazos serem razoáveis.

Mas é fundamental que seja feita por profissional com experiência em pós-operatório de cirurgia plástica, pois a drenagem linfática mal feita, pode interferir negativamente no resultado final.

Pode-se reiniciar a dirigir após semanas, com cuidados. Caminhadas curtas a partir de 2 semanas. Banho de sol após 1 mês (quando cederem as equimoses). Exercícios físicos a partir de 1 mês (iniciar mais leve). Conforme o caso, poderá haver ajustes nestes números, e serão explicados na época adequada.

As fotografias tomadas antes e depois da sua lipoabdominoplastia também são uma rotina e têm o objetivo de registrarmos a evolução do seu caso ao longo do tempo. São fundamentais no pré-operatório para avaliarmos as regiões a serem tratadas, eventuais diferenças de um lado para outro, enfim, para planejarmos o que será feito.
Suas fotos permanecerão arquivadas e não serão exibidas a outros pacientes ou pessoas leigas, ficando seu uso restrito para fins de documentação científica e avaliação pós-operatória.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp