A consulta periódica é necessária para identificar uma possível contratura capsular ou outra complicação que possa ter passado despercebida. Através do acompanhamento anual, o cirurgião plástico consegue ficar atento a alguns sinais de complicações tardias, que podem acometer a prótese de silicone, embora sejam casos raros. Uma das complicações é a contratura capsular.

A contratura é o endurecimento da cápsula que se forma ao redor da prótese de mama. Toda prótese de silicone inserida no corpo ocasiona uma reação do organismo, que forma essa cápsula. Seria como uma película ao redor do implante.

Essa película, caso sofra um processo de enrijecimento, pode levar a deformidades visuais ou apenas palpáveis. Estima-se que 4% das próteses, durante um período de 10 anos, vão desenvolver algum grau de contratura.

Vale lembrar que apenas as contraturas que atingirem graus mais avançados, como 3 ou 4, têm a necessidade de substituição das próteses, pois terão deformidades visíveis ou outros sintomas.

Sempre guarde o cartão de informações da prótese. Muitas marcas oferecem uma garantia vitalícia do produto. No caso de uma ruptura ou contratura, algumas empresas substituem a prótese de silicone. A paciente não precisa se preocupar com essa despesa, somente com a cirurgia plástica.

Além disso, pacientes muito magras e com próteses grandes podem sofrer o chamado rippling. Trata-se de uma ondulação ou dobra na região superior do tórax. Não causa dor, mas gera um desconforto estético.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Shopping Basket