CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS COLA CIRURGICA

Qual a diferença entre a cola cirúrgica e os fios de sutura?

Existem muitas dúvidas sobre a real função das colas nas cirurgias plásticas. Muitos pacientes acreditam que a cola seria responsável pela boa qualidade da cicatriz; ou seja, que ajudaria na prevenção de queloides ou de patologias cicatriciais. Outro pensamento comum é que ela excluiria a presença de pontos de pele, significando que haveria a possibilidade de se fazer uma cirurgia plástica sem pontos. A terceira curiosidade é se a cola evitaria complicações como a abertura de pontos durante o processo de cicatrização.

Na verdade, nenhuma dessas três afirmativas é 100% verdadeira. A cola cirúrgica funciona como a última camada de fixação da pele. É como se fosse um curativo cirúrgico, já que todos os pontos dados numa cirurgia plástica, com ou sem cola, são exatamente iguais.

Não há exclusão de nenhuma camada de pontos, com ou sem o uso da cola. Ela tem a mesma função de um curativo: deixar o paciente uns 15 dias sem mexer na ferida operatória. Talvez tenha a função de repouso da cicatriz, já que, como a pessoa não pode mexer na cicatriz por duas semanas, a sutura passa por uma espécie de repouso.

Isso pode até auxiliar ou favorecer a velocidade do processo cicatricial, mas não quer dizer que a qualidade da cicatriz será melhor. As patologias cicatriciais são as cicatrizes hipertróficas e os queloides, que, normalmente, estão relacionados a características do próprio paciente. A cola cirúrgica não tem a capacidade de alterar a tendência de o paciente desenvolver ou não uma cicatriz patológica. Lembre-se: trata-se apenas um curativo cirúrgico, um estabilizador da ferida.

Outro mito afirma que ela evita complicações com a abertura de pontos. Na verdade, não. Tanto o ponto quanto a cola cirúrgica estabilizam a cicatriz por um período de 15 dias. Após esse tempo, se o paciente não tiver desenvolvido o tecido cicatricial, a cirurgia irá abrir, independentemente de estar com ponto ou cola.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS CUIDADOS NO POS OPERATORIO 10.06.21

Cuidados no pós-operatório e expectativa de resultado.

Após submeter-se a uma cirurgia plástica, o maior desejo do paciente é saber quando o resultado de seu procedimento poderá ser apreciado.

Porém, embora a cirurgia plástica seja um método rápido e eficaz para rejuvenescimento e melhorar o contorno corporal, existe um período de recuperação entre o procedimento e o resultado.

Portanto, assim como em qualquer outra intervenção, ele pode ser diminuído e facilitado ao se respeitarem as indicações do cirurgião plástico para o pós-operatório. Repouso adequado sem realizar esforços físicos, dieta balanceada e principalmente não faltar nos retornos no pós-operatório são imprescindíveis para um resultado satisfatório.

Embora o tempo necessário para chegar ao resultado varie de acordo com as características de cada pessoa, o resultado da cicatriz começa a melhorar após 6 meses e poderá ser alcançado em definitivo até 2 anos. Afinal, esse é o tempo que a cicatriz leva para amadurecer.

O resultado definitivo é atingido depois de seis meses da cirurgia plástica. Depois desse período os tecidos se acomodam e a cicatriz amadurece.

Outro fator relevante é a expectativa gerada pelo paciente. De modo algum deve-se comparar resultados de cirurgias plásticas realizadas em outros pacientes. Também não é possível comparar uma cirurgia plástica com outra de diferente técnica. Uma paciente que fez redução de mama com outra que colocou prótese de silicone, por exemplo.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS POS OPERATORIO 08.06.21

Cuidados essenciais após toda cirurgia plástica.

Após qualquer cirurgia plástica, como abdominoplastia, cirurgia na mama, rosto ou mesmo lipoaspiração é necessário ter alguns cuidados com a postura, alimentação e com o curativo para garantir a boa cicatrização da pele.

Fazer refeições leves, à base de caldos, grelhados e cozidos e comendo pequenas quantidades ao longo do dia para evitar náuseas. Comer 2 porções de fruta por dia, caldo de legumes ou iogurte com sementes para manter o funcionamento intestinal.

Beber pelo menos 1,5 L de água ou chá para hidratar. Repousar numa posição confortável e adequada de acordo com a cirurgia plástica realizada.

Tomar os remédios conforme indicação médica, cumprindo a dose e as horas para evitar infeção e dores. Consultar o cirurgião plástico antes de tomar outro remédio que não o recomendado para saber se prejudica na recuperação.

Realizar sessões de drenagem linfática, quando indicada pelo cirurgião plástico, para ajudar a recuperar mais rápido. Ela tem como objetivo a redução do inchaço, a manutenção dos movimentos, aperfeiçoamento das cicatrizes e prevenção ou redução das aderências cicatriciais.

Além disso, ajuda diminuir hematomas, fibroses, melhora a circulação sanguínea e o retorno venoso, aumenta a oxigenação tecidual e diminui o tempo de recuperação após a cirurgia plástica.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS CICATRIZ 26.04.21

Cicatriz de uma cirurgia plástica.

O resultado da cicatrização não dependerá somente da técnica de sutura (fechamento) do cirurgião plástico (fios ou cola cirúrgica), mas também de como serão os cuidados do paciente em pós-operatório (repouso, cuidados posturais, banhos e curativos, uso da cinta) e em grande parcela dependerá de como o organismo reage ao processo como um todo.

Uma cicatriz é causada por uma incisão cirúrgica na pele, seguida de processo de fechamento por sutura. A diferença é a sua qualidade, que pode ser quase imperceptível, delicada, fina e clara, ou uma cicatriz mais elevada ou alargada, escurecida, e que pode até mesmo comprometer o resultado da cirurgia plástica.

Descuido no pós-operatório, como forçar a área de cicatrização de forma precoce, pode causar aberturas dos pontos ou da cicatriz, atrasando a recuperação.

Os pontos realizados na cirurgia plástica unem as camadas da pele, abertas para o procedimento. Os que são realizados com fios não absorvíveis, precisam passar pelo tempo necessário até serem retirados pelo cirurgião plástico.

Os fios absorvíveis são naturalmente decompostos e eliminados, ao longo da cicatrização, em geral dentro do período de 3 meses, não havendo a necessidade de retirar no consultório.

Existe também o uso das colas cirúrgicas de pele, utilizadas bastante nas cirurgias que envolvem retirada de pele: abdominal (abdominoplastia), ou mamária (mastopexia ou mamoplastia de redução).

No lugar de se fazer um curativo utiliza-se alguma uma cola cirúrgica. O objetivo é reforçar o fechamento, tirar a tensão da pele, e dar mais conforto ao paciente nos cuidados pós-operatórios, pela não necessidade de trocas de curativos.

Existem diferentes tipos de colas cirúrgicas. Há tipos mais leves, que vão saindo sozinhas conforme o tempo, até colas associadas com fitas de ativação e retenção da cola sobre a cicatriz, com maior força, necessitando ser retirada pelo cirurgião plástico, após período de 15 dias a 1 mês.

Os cuidados no pós-operatório podem se estender até 2 anos com fita de micropore e uso de gel de silicone sobre a cicatriz.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

clinica de cirurgia plastica em santos dra ana lucia lemos malha cirurgica 29.12.20

Qual a importância da malha cirúrgica no pós-operatório?

O uso da malha cirúrgica é um cuidado comum prescrito pelos cirurgiões plásticos. Ela auxilia na cicatrização e deixa o paciente mais confortável. Seu uso influencia muito no resultado, fazendo dela indispensável para o pós-operatório.

Malhas cirúrgicas são como roupas de compressão, que fornecem uma pressão constante em toda a área em que foi feita a cirurgia plástica. Seu objetivo é dar apoio e conforto ao paciente, além de ajudar a diminuir a retenção de líquido que se acumula por conta do procedimento – o que também facilita a cicatrização.

É importante ficar atento com a escolha da malha cirúrgica para se certificar de que ela tenha um tecido de qualidade, antimicrobiano e que deixe a pele transpirar tranquilamente para não reter umidade. Umidade em excesso pode causar irritações na pele, um incômodo que você não quer ter após uma cirurgia plástica.

O paciente deve utilizar a malha o dia inteiro, retirando-a apenas para tomar banho e para lavá-la. Por isso, é essencial que ela seja confortável, como uma segunda pele para o paciente. Se a malha machucar de algum modo ou for muito desconfortável, o paciente deverá trocá-la.

A malha cirúrgica utilizada no pós-operatório exerce uma pressão suave e constante na área operada, com a finalidade de moldar a pele às novas medidas corporais e juntar tecidos que sofreram transformações durante a cirurgia.

Além disso, ela exerce um tipo de drenagem linfática natural, comprimindo o espaço intercelular e, com isso, ajudando a eliminar o líquido presente no sistema linfático e no plasma sanguíneo. Desse modo, a malha ajuda a diminuir o inchaço e os edemas comuns do pós-operatório.

Mas uma das principais funções da malha cirúrgica é ajudar na cicatrização. Como ela auxilia na eliminação do excesso de líquido acumulado entre as células, elas ficam mais próximas, o que contribui para uma cicatrização mais uniforme.v

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

clinica de cirurgia plastica em santos dra ana lucia lemos cuiados no pos operatorio 28.12.20

Cuidados essenciais após toda cirurgia plástica.

Após qualquer cirurgia plástica, como abdominoplastia, cirurgia na mama, rosto ou mesmo lipoaspiração é necessário ter alguns cuidados com a postura, alimentação e com o curativo para garantir a boa cicatrização da pele e assim garantir o efeito desejado.

Alguns cuidados essenciais são:

Beber pelo menos 1,5 L de água ou chá para hidratar;

Repousar numa posição confortável e adequada de acordo com a cirurgia;

Não deixar de usar a malha pós-cirúrgica ou dreno, por exemplo, até indicação do cirurgião plástico;

Evitar fazer esforço físico na primeira semana, principalmente para evitar romper os pontos cirúrgicos;

Tomar os remédios indicados pelo cirurgião plástico, cumprindo a dose e as horas para evitar infeção e dores;

Comer 2 porções de fruta por dia, ou iogurte com sementes para manter o funcionamento intestinal;

Fazer refeições leves, à base de caldos, grelhados e cozidos e comendo pequenas quantidades ao longo do dia para evitar náuseas;

Consultar o seu cirurgião plástico antes de tomar outro remédio que não o recomendado para não prejudicar a recuperação. O paciente deve ir buscar ajuda médica se apresentar dificuldade para respirar, sentir dor na cicatriz ou mau cheiro.

E no caso do local da cirurgia plástica estiver quente, inchado, avermelhado e dolorido ou se tiver febre. Nestes casos é importante consultar o seu cirurgião plástico, pois pode estar desenvolvendo uma infeção na cicatriz, e precisar aumentar a dose ou trocar o antibiótico por um mais indicado.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

clinica de cirurgia plastica em santos dra ana lucia lemos mamoplastia

Como é o pós-operatório de mamoplastia de aumento?

O tempo de recuperação total da mamoplastia de aumento é de cerca de 1 mês e a dor e o desconforto vai diminuindo lentamente, sendo que 3 semanas depois da cirurgia plástica normalmente já se consegue trabalhar, passear e treinar sem fazer exercícios com os braços.

Além disso, é necessário manter alguns cuidados, como:

  1. Dormir sempre de barriga para cima durante o primeiro mês, evitando dormir de lado ou de barriga para baixo;
  2. Usar uma bandagem elástica ou sutiã elástico e confortável para suportar a prótese de silicone durante pelo menos 3 semanas, não tirando nem mesmo para dormir;
  3. Evitar fazer muitos movimentos com os braços, como dirigir ou fazer exercício intenso, durante 20 dias;

Os primeiros resultados são notados logo após a cirurgia plástica, o entanto, o resultado definitivo deve ser visto dentro de 4 a 8 semanas, com cicatrizes invisíveis.

As cicatrizes variam com os locais onde foram feitos os cortes na pele, sendo frequente ter pequenas cicatrizes na parte inferior da mama ou na aréola, porém normalmente, estas são muito discretas.

As principais complicações da mamoplastia de aumento são dor no peito, mama dura, sensação de peso que provoca costas curvadas e diminuição da sensibilidade na mama. Também pode surgir hematoma, que causa inchaço e vermelhidão da mama.

A mamoplastia pode ser feita antes de engravidar, porém é comum a mama ficar menor e caída depois da amamentação, podendo ser necessário fazer uma nova cirurgia plástica para reparar este problema e por isso, muitas vezes as mulheres optam por colocar prótese de silicone depois da amamentação.

Na maioria dos casos as próteses mamárias de silicone não precisam de ser trocadas, no entanto é fundamental ir no médico e fazer exames de ressonância magnética pelo menos de 4 em 4 anos para verificar se as próteses não têm alterações.

No entanto, em alguns casos as próteses podem precisar de ser trocadas, ocorrendo principalmente 10 a 20 anos depois da sua colocação.

Na maioria dos casos, realizar mamoplastia de aumento e cirurgia para levantar as mamas traz melhores resultados, principalmente quando a mulher tem a mama caída. A mastopexia é feita e traz excelentes resultados associada com a colocação da prótese de silicone.

Clínica de Cirurgia Plástica e Estética em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

clinicade cirurgia plastica em santos dra ana lucia lemos pos operatorio cuidados

Cuidados pré e pós operatórios para cirurgias plásticas.

O bom resultado de uma cirurgia plástica não depende apenas do cirurgião plástico, ele depende muito de hábitos e cuidados que a paciente deve tomar antes e depois de passar pela cirurgia plástica.

No pré-operatório.

  • O cuidado com a alimentação deve ser redobrado, já que a anemia ou falta de nutrientes podem dificultar a cicatrização e retardar a recuperação.
  • Se a paciente for fumante, deve abandonar o cigarro pelo menos 30 dias antes do procedimento, pois a droga diminui a circulação sanguínea e também piora o processo de cicatrização.
  • As mulheres que tomam anticoncepcional devem consultar a conduta do cirurgião plástico. Se deve ou não suspender o uso do medicamento.
  • A hidratação mais frequente da região a ser operada ajuda a deixar a pele mais elástica e diminui o risco de formação de estrias após o cirurgia plástica.

No pós-operatório

  • O cigarro deve ser evitados por pelo menos 30 dias após a cirurgia plástica
  • Banhos e lugares quentes também devem ser evitados no período após a cirurgia plástica por facilitarem o sangramento da área operada.
  • O sol também é um risco durante esses dias, pois pode aumentar o inchaço, assim como facilitar o sangramento e o surgimento de manchas na pele.
  • A paciente deve tomar cuidado para não fazer movimentos que forcem a cicatriz, considerando que o tecido precisa de cerca de 45 dias para recuperar a força.

Os cuidados devem ser levados a sério, para não esquecer e cometer um esforço ou descumprir as recomendações, que podem ocasionar transtornos. Em casos de mal-estar não previstos, é importante consultar o cirurgião plástico, por isso a importância de não faltar nas consultas pós-operatórias.

Clínica de Cirurgia Plástica e Estética em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

clinica de cirurgia plastica em santos dra. ana lucia lemos pos operatorio

Tratamentos no pós-operatório da cirurgia plástica de lipoaspiração.

A drenagem linfática não oferece risco algum para o paciente em pós-operatório de cirurgias plásticas, somente se for mal aplicada, empregando muita força, rapidez excessiva, ou direção errada. O tratamento inicia-se na fase aguda, pois a drenagem linfática é um recurso para tratar as consequências das alterações vasculares características da fase inicial (edema).

Porém, devemos levar em conta que a cicatrização ainda está recente, e a aplicação da técnica deve ser o mais suave possível, evitando deslizamentos e trações no tecido em cicatrização. Entre os principais benefícios do método estão a redução da retenção de líquido, ativação da circulação sanguínea, combate à celulite e até o relaxamento corporal.

A função da drenagem linfática é retirar a linfa (líquido que impregna o corpo), que fica acumulada entre as células, o que pode ser ocasionado por um retardo da pessoa na produção da linfa, por exemplo, ou por dificuldades da absorção por parte das células. Com essa estimulação, há a diminuição do inchaço e melhora da celulite.

O efeito benéfico do ultrassom tem sido demonstrado sobre diversos tecidos. O ultrassom auxilia o processo de cicatrização, melhora a circulação sanguínea, aumenta a elasticidade da pele e ajuda a diminuir a dor. Esse procedimento ajuda a acelerar a sua recuperação, evita a fibrose, elimina líquidos que causam inchaços e edemas, atenuam as cicatrizes e restabelecem a pele, devolvendo mais rapidamente a sua tenacidade natural.

A radiofrequência é um recurso que vem sendo usado nos protocolos de pós-operatório das cirurgias plásticas. A radiofrequência está relacionada ao tratamento das fibroses, podendo ser aplicada precocemente desde que a sensibilidade térmica da paciente seja mensurável e que o edema não seja acentuado.

Os benefícios do laser de baixa potência no pós-cirúrgico em cirurgia plástica proporciona maior conforto para o paciente e menor risco de ocorrência de distúrbios como o queloide ou alargamento da cicatriz. O tratamento tem se mostrado eficaz, e a escolha apropriada da dose, com comprimento de onda, são fatores importantes para os bons resultados.

Clínica de Cirurgia Plástica e Estética em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

clinica de cirurgia plastica na ciadade de Santos dra ana lucia lemos cola cirurgica no pos operatorio

Você já ouviu falar da cola cirúrgica?

Não apenas as cirurgias plásticas, mas qualquer intervenção cirúrgica invasiva que necessite a realização de incisões na pele, corre o risco de deixar marcas futuras. Para evitar este efeito colateral, a medicina vem desenvolvendo técnicas para amenizar o problema e uma delas que tem se mostrando bem eficiente na função é a chamada de cola cirúrgica.

A cola cirúrgica é uma substância que, literalmente, cola os locais suturados. É importante ressaltar que a cola cirúrgica não substitui a realização dos pontos, mas auxilia no fechamento de incisões diminuindo a incidência de cicatrizes.

Neste caso, os pontos cirúrgicos são subcutâneos e devem ser feitos independentemente do uso da cola. Pois são eles que dão a firmeza, promovem a sustentação e irão manter as suturas no lugar até que a regeneração natural da pele seja completada.

É importante o paciente saber que qualquer incisão no corpo provoca uma cicatriz. Quando um cirurgião plástico realiza uma cirurgia ele busca sempre alinhar as cicatrizes de uma forma que fiquem mais escondidas, finas e discretas possíveis.

A substância que cola as cicatrizes foi desenvolvida com o objetivo de deixá-las mais finas e discretas. A grande vantagem desse produto é que ele segura a cicatriz, mantendo a força da sutura desde o pós-cirúrgico até a regressão do inchaço. Outro fator é que a cola impermeabiliza o local, auxiliando na prevenção de infecções e permitindo entre em contato com água logo após o procedimento.

Clínica de Cirurgia Plástica e Estética em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos