O resultado da cicatrização não dependerá somente da técnica de sutura (fechamento) do cirurgião plástico (fios ou cola cirúrgica), mas também de como serão os cuidados do paciente em pós-operatório (repouso, cuidados posturais, banhos e curativos, uso da cinta) e em grande parcela dependerá de como o organismo reage ao processo como um todo.

Uma cicatriz é causada por uma incisão cirúrgica na pele, seguida de processo de fechamento por sutura. A diferença é a sua qualidade, que pode ser quase imperceptível, delicada, fina e clara, ou uma cicatriz mais elevada ou alargada, escurecida, e que pode até mesmo comprometer o resultado da cirurgia plástica.

Descuido no pós-operatório, como forçar a área de cicatrização de forma precoce, pode causar aberturas dos pontos ou da cicatriz, atrasando a recuperação.

Os pontos realizados na cirurgia plástica unem as camadas da pele, abertas para o procedimento. Os que são realizados com fios não absorvíveis, precisam passar pelo tempo necessário até serem retirados pelo cirurgião plástico.

Os fios absorvíveis são naturalmente decompostos e eliminados, ao longo da cicatrização, em geral dentro do período de 3 meses, não havendo a necessidade de retirar no consultório.

Existe também o uso das colas cirúrgicas de pele, utilizadas bastante nas cirurgias que envolvem retirada de pele: abdominal (abdominoplastia), ou mamária (mastopexia ou mamoplastia de redução).

No lugar de se fazer um curativo utiliza-se alguma uma cola cirúrgica. O objetivo é reforçar o fechamento, tirar a tensão da pele, e dar mais conforto ao paciente nos cuidados pós-operatórios, pela não necessidade de trocas de curativos.

Existem diferentes tipos de colas cirúrgicas. Há tipos mais leves, que vão saindo sozinhas conforme o tempo, até colas associadas com fitas de ativação e retenção da cola sobre a cicatriz, com maior força, necessitando ser retirada pelo cirurgião plástico, após período de 15 dias a 1 mês.

Os cuidados no pós-operatório podem se estender até 2 anos com fita de micropore e uso de gel de silicone sobre a cicatriz.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Shopping Basket