clinica de cirurgia plastica em santos dra ana lucia lemos manchas ou pinta na pele

Manchas de pele e pintas: cirurgia ou tratamento?

Pintas ou manchas podem ser de nascença, podem ser adquiridas com o passar dos anos e surgirem em qualquer lugar do corpo como perna, barriga ou rosto. No caso do rosto é o que mais incomoda a pessoa por ser muito perceptível. A sensação de ver “outras tantas pessoas encarando” e observando aquilo com frequência pode incomodar e levar baixa autoestima. Mas é possível removê-las com a ajuda da cirurgia plástica.

Cada paciente é um caso diferente, logo é preciso de uma primeira avaliação para averiguar as causas, se não há histórico de doenças de pele como o câncer, para depois definirem qual será o melhor procedimento cirúrgico. No caso de manchas da pele muitas vezes um procedimento simples é mais do que suficiente para melhorar o aspecto, mas em outros casos é necessária também uma intervenção cirúrgica.

É importante que os pacientes tenham em mente que dependendo do procedimento a ser realizado é possível que fique uma cicatriz pequena no local. Geralmente as cirurgias podem durar de 15 minutos a algumas horas, dependendo da extensão da mancha o tempo de repouso varia de pequeno a leve.

Outra informação que precisam estar cientes nestes casos é que a pele pode escurecer ou clarear inesperadamente, com ponto de pigmentação mais escuros e outros mais claros.

Independente do tipo de procedimento, é importante que o paciente passe filtro solar, evite atividades físicas e se exponha muito ao sol. E claro, se consultar em clínicas devidamente credenciadas para tal procedimento, bem como médicos especializados. Lembre-se que toda cirurgia tem seus riscos e é essencial realizá-las com profissionais de confiança.

Cirurgião Plástico em Santos
Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Atendimento: Segunda a Sexta | 8 às 20 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCI ELMOS 25.03.21 CANCER DE PELE

Câncer de pele: sintomas e como identificar.

Câncer de pele é causado principalmente pela exposição excessiva ao sol. Este tipo de câncer ocorre pelo crescimento anormal das células que compõem a pele e são classificados em dois tipos: câncer de pele melanoma e câncer de pele não melanoma.

Ele pode aparecer em qualquer parte do corpo, na pele ou mucosas, na forma de manchas, pintas ou sinais. Em pessoas de pele negra, é mais comum nas áreas claras, como palmas das mãos e plantas dos pés.

Também vale lembrar que o câncer de pele é mais comum em pessoas com mais de 40 anos.
É considerado raro em crianças e pessoas negras e tem alta chance de cura, desde que seja detectado e tratado precocemente.

Apesar desse índice, a média da idade vem diminuindo com o passar dos anos, tendo em vista que pessoas jovens têm se exposto constantemente aos raios solares sem a proteção necessária.

Um dos fatores principais de risco para se desenvolver câncer de pele é a exposição prolongada ao sol. Ocorre principalmente nas áreas do corpo que são mais expostas ao sol, como rosto, pescoço e orelhas, mas também pode surgir na região íntima.

Examinar sua pele periodicamente é uma maneira simples e fácil de detectar precocemente o câncer de pele. Com a ajuda de um espelho, você pode enxergar áreas que raramente consegue visualizar.

Os principais sintomas são: manchas que coçam, descamativas ou que sangram. Sinais ou pintas que mudam de tamanho, forma ou cor.

Se você observar qualquer novo sinal na pele ou mudança em uma pinta ou mancha que já existia deve servir de alerta para procurar um dermatologista.

Fique atento:
– Evolução: se a mancha tiver mudanças de cor, tamanho ou forma;
– Diâmetro: veja se a pinta ou mancha está crescendo progressivamente;
– Cor: verifique se há várias cores misturadas em uma mesma pinta ou mancha;
– Bordas irregulares: verifique se a borda está irregular, serrilhada, não uniforme;
– Assimetria: verifique se os dois lados de uma pinta são iguais. Se apresentarem diferenças deve ser investigado.

Cirurgião Plástico em Santos
Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Atendimento: Segunda a Sexta | 8 às 20 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS CENTRO CIRURGICO CUIDADOS 25.04.21

Centro Cirúrgico: cuidados na hora de escolher o local

O sonho do corpo perfeito pode se tornar um transtorno caso o paciente não tome os devidos cuidados na escolha do médico e do local onde será realizado a cirurgia plástica.

O diferencial da cirurgia plástica está diretamente ligado em realizar em um ambiente seguro, dentro de um centro cirúrgico e nunca na clínica do médico. Um centro cirúrgico tem maior respaldo com uma equipe de especialistas.

No centro cirúrgico, em caso de uma intercorrência no ato cirúrgico, o médico tem a sua disposição aparelhos para segurança do paciente.

O paciente deve pesquisar para saber se o cirurgião plástico é reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, se o centro cirúrgico possui dispositivos de segurança para todos os casos e, por fim, para que não se atente apenas para o valor cobrado pelos serviços.

Cirurgião Plástico em Santos
Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Atendimento: Segunda a Sexta | 8 às 20 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS PRE OPERATORIO QUANDO POSSO OPERAR APOS VACINAR DA COVID 19 18.11.21 (2)

Cirurgia plástica: quando posso operar após vacinar da Covid-19?

Uma cirurgia plástica envolve uma série de preparativos, como o jejum e a avaliação médica, para garantir a segurança do paciente. Assim como uma febre ou uma virose podem levar ao cancelamento de uma cirurgia agendada, a vacinação alguns dias antes do procedimento também pode ser motivo para adiá-lo.

Uma das razões é a resposta inflamatória sistêmica que ocorre após a aplicação de uma vacina, que pode dificultar a interpretação de febre e outros sintomas, podendo ser confundida com complicações pós-operatórias. Além disso, existe possibilidade de redução da eficácia de vacinas aplicadas próximas à data do procedimento.

Mesmo não havendo registro de complicações anestésicas ou cirúrgicas graves, devido aos potenciais riscos recomenda-se um intervalo mínimo entre a aplicação da vacina e a realização de uma cirurgia plástica.

A decisão de cancelar ou adiar a cirurgia plástica será tomada de forma conjunta entre o médico cirurgião plástico e médico anestesista, considerando os potenciais riscos e benefícios.

As cirurgias plásticas requerem um período de espera de 15 dias antes ou depois do procedimento cirúrgico, para a imunização com qualquer dose da vacina do Covid-19 (coronavírus).

A cirurgia plástica deve ser realizada em um centro cirúrgico que adotou práticas de segurança para COVID. Incluem a realização do RT PCR (teste do cotonete) no paciente e seu acompanhante.

A equipe cirúrgica deve estar devidamente vacinada e obedecendo as precauções básicas contra o contágio. Uso de máscara N-95 é mandatório durante o ato cirúrgico e procedimentos no pós-operatório.

Deve-se evitar ao máximo as visitas hospitalares e domiciliares. Ao paciente, o uso constante de máscara apropriada e higiene com água e sabão, assim como o uso do álcool a 70%.

Cirurgião Plástico em Santos
Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Atendimento: Segunda a Sexta | 8 às 20 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
clinica de cirurgia plastica em santos - dra ana lucia lemos

A importância do anestesiologista.

Durante a cirurgia plástica, por exemplo, o anestesista controla a respiração e a pressão arterial do paciente, prestando o atendimento em caso de complicações. Após a cirurgia plástica, ele colabora para a recuperação do paciente, controlando principalmente a sua dor.

A anestesia local é considerada a mais comum e visa bloquear os receptores para dor em pequenas regiões do corpo, normalmente na pele. Para evitar a agitação da paciente é administrado, ao mesmo tempo, um sedativo. É importante destacar o papel fundamental do anestesiologista nas situações em que é preciso haver a sedação.

A anestesia geral costuma ser recomendada em cirurgias plásticas mais complexas e de grande porte, o paciente fica inconsciente e incapaz de se mexer. Trata-se de um método que oferece segurança para o paciente, visto que mantém a oxigenação e ventilação adequadas e tranquilidade para o cirurgião plástico. Além disso, propicia indução suave, despertar rápido e baixa incidência de náusea e vômito.

“A anestesia foi a primeira de todas as especialidades médicas. São as Escrituras Sagradas que o afirmam. Pois Deus, para retirar de Adão a costela necessária para a criação de Eva, fez cair sobre o homem um sono profundo. Isso, fazer dormir, é ato de anestesista. Foi só então, depois de exercer as funções de anestesista, que Deus se transformou em cirurgião. Deus não queria que o homem sentisse dor”. Ruben Alves

Cirurgia Plástica em Santos
Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS FOTOS DE ANTES E DEPOIS DE CIRURGIA PLASTICA 06.09.21

Fotos do antes e depois da cirurgia plástica de outra paciente, pode?

As fotos antes e depois são uma polêmica na medicina, pois o Conselho Federal de Medicina tem normas que proíbem a prática. Especificamente o Código de Ética Médica e a Resolução 1974/2011 trazem disposições sobre as regras para a publicidade médica. Por isso, os profissionais devem tomar cuidado para não desrespeitar as normas, o que pode originar denúncias no Conselho Regional de Medicina.

O principal motivo pelo qual o Conselho Federal de Medicina estabelece a proibição de publicação das fotos antes e depois é a valorização da conduta ética no exercício da medicina. Além disso, o Conselho tenta preservar o médico de eventuais processos movidos por terceiros em busca de indenizações por danos decorrentes de abusos.

De acordo com o artigo 3º da Resolução 1974/2011, é vedado ao médico expor a figura de seu paciente como forma de divulgar técnica, método ou resultado de tratamento, ainda que com autorização expressa dele.

A ressalva fica por conta do uso dessa exposição para fins científicos em congressos e eventos médicos (art. 10), o que depende de autorização expressa do paciente. Ou seja, as fotos antes e depois, abordadas no art. 13, §3º da resolução, podem ser utilizadas nesses casos.

Outro motivo para proibir a divulgação dessas fotos é evitar a autopromoção e o sensacionalismo do médico (art. 9º), porque pode induzir a promessas de resultados.

A ética médica nas mídias sociais e na internet é tratada pela Resolução nº 2.126/2015, que trouxe mudanças para a Resolução 1974/2011. Selfies, interação de profissionais em mídias sociais (sites, blogs, redes sociais) e anúncios de técnicas não validadas cientificamente são abordadas na norma. A ideia não é censurar ou cercear a atividade do profissional, mas estabelecer parâmetros para uma prática ética e saudável, evitando abusos e exposição desnecessária.

O profissional não pode, por exemplo, tirar selfies em situações de atendimento, de modo a preservar a privacidade e o anonimato inerentes ao ato médico. Quanto às mídias sociais, não é possível anunciar especialidade/área de atuação não reconhecida.

A divulgação das fotos feitas indevidamente pode ser denunciada no Conselho Regional de Medicina. A partir da denúncia e da sindicância, pode ser instaurado um processo ético-profissional.

O médico deve sempre informar aos pacientes sobre um procedimento. No entanto, não pode fazer comparação utilizando fotos de antes e depois sobre um procedimento ou cirurgia. Isso é proibido do ponto de vista ético e do ponto de vista jurídico, pois gera uma promessa de resultado e ignora eventos adversos que podem ocorrer.

Cirurgia Plástica em Santos
Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLINICA DE CIRURGIA PLÁSTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS A rotina de um cirurgião plástico do centro cirúrgico para o consultório 04.08.21

A rotina de um cirurgião plástico: do centro cirúrgico para o consultório.

O cirurgião plástico é um profissional que atua na reparação de órgãos e tecidos para garantir os melhores resultados estéticos e funcionais. Ele tem conhecimentos aprofundados em anatomia, fisiologia e técnica cirúrgica. Por atuar nas mais diversas partes do corpo humano, ele precisa de alta capacitação técnica e formação prolongada.

Em sua rotina, esse profissional pode trabalhar em conjunto com colegas de outras especialidades, como otorrinolaringologia, oftalmologia, urologia e cirurgião bucomaxilofacial.

A rotina do cirurgião plástico é dividida entre consultório e centro cirúrgico. Em ambos os casos, ele realiza uma avaliação pré-operatória detalhada e cuidadosa, solicitando exames complementares e consultas com outros especialistas caso seja necessário.

É comum realizar mais de uma cirurgia plástica por dia, assim como realizar mais de um procedimento no mesmo paciente. As cirurgias plásticas têm como objetivo a melhora da qualidade de vida e autoestima de pacientes que apresentam problemas congênitos, envelhecimento ou ganho e perda de peso.

O planejamento, a marcação correta do paciente, o respeito à técnica e preceitos cirúrgicos e o acompanhamento pós-operatório são cruciais para a boa prática de cirurgia plástica.

O cirurgião plástico realiza cirurgias plásticas estéticas em pacientes que se queixam de alterações na forma corporal ou por não estarem em conformidade com os padrões de beleza. Esse tipo de procedimento costuma ter grande impacto positivo psicológico. Ou tratamentos para melhorar a qualidade e prevenir o envelhecimento da pele e seus anexos.

A possibilidade de tratamentos em conjunto com outras especialidades, como a mastectomia e a reconstrução de mama, abre um leque grande de atuação profissional de cirurgia plástica.

Cirurgia Plástica em Santos
Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS PROCEDIMENTOS ESTETICOS 11.07.21

Por que realizar procedimentos estéticos com um médico dermatologista ou cirurgião plástico?

Quando o aluno termina a graduação em Medicina e tem o registro junto ao CRM está pronto para entrar no mercado de trabalho. No entanto, ele só pode atuar como generalista. O Médico generalista é aquele que possui especialização em Clínica Geral ou em Saúde da Família. Ele está capacitado para realizar diagnósticos e indicar o paciente para cuidados comum especialista de uma área específica.

Já para trabalhar como especialista, é preciso que ele faça a Residência Médica, momento fundamental para aprimorar seus conhecimentos, um período de aprendizado prático sobre uma especialidade com a supervisão de um médico com alta qualificação da área.

É um curso de especialização para médicos, cujo regimento é determinado pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), que conta com a participação de órgãos públicos e entidades de representação médica.

Para ingressar nesse programa, o médico precisa passar por um processo seletivo que é bastante concorrido. Depois de conquistar uma das vagas tão disputadas, o profissional passa a ter uma rotina intensa de trabalho no hospital. Isso porque a legislação que estabelece os principais pontos dessa formação a caracteriza como um treinamento em serviço em regime de dedicação exclusiva e prevê uma carga horária de até 60h semanais.

Como se vê, o médico acaba cumprindo um expediente de trabalho, com a diferença de realizar as atividades com a supervisão de outro médico. É, portanto, uma aprendizagem essencialmente prática em que o médico vai ver detalhes sobre técnicas e procedimentos de diagnósticos e tratamentos, sobre uso de equipamentos e terá a chance de lidar diretamente com os pacientes.

Como recebe o acompanhamento de um especialista, pode tirar todas as suas dúvidas, aprimorando ainda mais o conhecimento adquirido nos anos da graduação. A primeira vantagem é ter a oportunidade de vivenciar casos reais na especialidade que tem interesse em seguir, melhorando seus conhecimentos e adquirindo habilidades importantes para realizar um trabalho de qualidade.

Nesse sentido, é uma etapa vista como a melhor maneira de completar a formação médica, com o benefício de ter um treinamento com médicos de excelência de uma determinada especialidade.

Ao realizar os anos do programa de Residência Médica, o médico, ao final dessa pós-graduação, obtém o título de especialista de maneira imediata, reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Dessa maneira, pode atender, realizar procedimentos e cirurgias legalmente nesse segmento sem ferir as normas do CRM assim que concluir essa fase de treinamento.

O que o profissional que realiza uma especialização na área de sua preferência médica, precisa passar por uma prova da Associação Médica Brasileira (AMB) e das Sociedades de Especialidades para ter o título de especialista. O período varia dependendo da especialidade escolhida, podendo durar de 2 a 5 anos.

O futuro do médico pode estar relacionado com a área da Residência Médica que ele vai seguir. Isso porque, além dos anos dedicados para esse aprendizado prático, para se destacar, é preciso se manter atualizado, ou seja, o profissional precisa ter um plano de carreira para se aperfeiçoar cada vez mais em sua especialidade.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
CLINICA DE CIRURGIA PLASTICA EM SANTOS DRA ANA LUCIA LEMOS TRATAMENTOS ASSOCIADOS .25.05.21

Tratamentos estéticos associados com a cirurgia plástica: é possível?

Os procedimentos estéticos são aliados da maioria das cirurgias plásticas, e podem até ajudar durante o processo de recuperação e manutenção da cirurgia plástica.

Apesar de ser impossível prever a duração dos resultados, os efeitos da cirurgia plástica são duráveis e é possível ter uma aparência melhor. Muitos consideram que uma cirurgia plástica bem executada propicia uma aparência rejuvenescida que corresponde de 5 a 10 anos a menos.

O que muitos não sabem é que antes e durante uma cirurgia plástica, a área a ser operada pode ser tratada visando oferecer ao cirurgião plástico maior facilidade para a utilização de sua técnica, com repercussão positiva sobre o resultado final.

Alguns tratamentos podem melhorar a aparência, circulação arterial e venosa e a oxigenação da pele, otimizando a cicatrização dos tecidos. Assim, pode ser possível diminuir a intensidade de sinais e sintomas que ocorrem sempre após qualquer tipo de cirurgia, como o inchaço, manchas roxas, fibrose e dor.

As cirurgias plásticas podem ser associadas com tratamentos no rosto, que visam atenuar os sinais de envelhecimento causados pelo efeito do tempo, gravidade, exposição solar e estresse do cotidiano.

Estas alterações ocorrem de maneira lenta e progressiva, incluindo todos os componentes da estrutura facial, vários sinais característicos como acentuação das rugas na testa, queda das sobrancelhas, excessos de pele e rugas ao redor dos olhos, podem ser tratados com a paciente anestesiada para uma cirurgia plástica.

É de extrema importância se informar com o seu cirurgião plástico antes de realizar qualquer tratamento estético durante a sua cirurgia plástica. Seguir as orientações é fundamental para que, tanto os tratamentos estéticos, quanto a cirurgia plástica conquistem os melhores resultados possíveis.

Portanto, pense cuidadosamente sobre as suas expectativas antes da cirurgia plástica e converse com o cirurgião plástico sobre os tratamentos estéticos, sobre o pré-operatório e o pós-operatório, para que não restem dúvidas.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

clinica de cirurgia plastica em santos dra ana lucia lemos pre operatorio 08.01.21

A importância da avaliação pré-operatória na cirurgia plástica.

Um dos pontos mais importantes para o sucesso e para a segurança de uma cirurgia plástica são os exames realizados antes do processo cirúrgico e os cuidados relacionados ao paciente, tudo com o objetivo de garantir a melhor condição de sua saúde para o momento em que ele passar pela intervenção.

A principal diferença entre uma cirurgia de emergência, urgência ou cirurgia plástica é a possibilidade de se escolher o momento em que ela irá ocorrer. Ou seja, em cirurgias plásticas, o paciente tem a opção não apenas de determinar o agendamento, como também de planejar o momento em que ocorrerá, com que equipe e local.

Assim sendo, as cirurgias plásticas permitem que o paciente apenas se submeta ao procedimento quando estiver em suas melhores condições de saúde e após avaliações e exames pré-determinados para garantir que tudo irá ocorrer bem.

A avaliação pré-operatória é fundamental para a segurança e para o sucesso da cirurgia plástica e, sem ela, não é recomendada a realização da intervenção. Seu principal objetivo é avaliar o benefício da cirurgia para o paciente e é constituída, basicamente, por três fatores: avaliação da história clínica do paciente, exames físicos e exames complementares.

Os exames necessários diferenciam de acordo com a cirurgia plástica e seu tipo, além dos principais como: hemograma completo, eletrocardiograma, coagulograma, eco e teste ergométrico. Os outros tipos a serem realizados serão determinados de acordo com o quadro e intervenção.

A avaliação pré-operatória busca determinar se há um nível baixo, médio ou alto de riscos de complicações durante a cirurgia plástica, principalmente devido a problemas cardíacos. É importante ressaltar que a avaliação não exclui a possibilidade de complicações, por isso a importância dos cuidados, mas é fundamental para determinar se a cirurgia plástica, além de possível, será benéfica ao paciente ou não.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica