Toxina botulínica ou preenchimento facial? Entenda as diferenças.
Quando o objetivo é rejuvenescer o rosto, tanto a toxina botulínica quando o preenchimento facial é eficaz para tratar rugas, mas de formas diferentes.

Para tratar as chamadas rugas dinâmicas, visíveis apenas quando o rosto está em movimento, a toxina botulínica é o procedimento mais indicado: isso porque a substância é capaz de paralisar o músculo que leva ao movimento constante de franzir a região do rosto.

É como se a toxina botulínica esticasse essa ruga, tratando o vinco que foi formado. Além disso, previne que novas marcas se formem ao longo do tempo.

Já as rugas estáticas, decorrente da própria idade, ou seja, que são visíveis mesmo com o rosto relaxado. Quando isso se torna um fator de incômodo, o ideal é apostar no preenchimento facial, que utiliza ácido hialurônico ou a gordura do próprio corpo para “ocupar” esse espaço dos vincos e sulcos que formam a ruga.

Vale ressaltar que os tratamentos podem se complementar, até porque, em alguns casos, pode acontecer de as rugas dinâmicas, quando não tratadas, se tornarem estáticas.

A toxina botulínica pode ser aplicada em torno dos olhos, na testa, em torno dos lábios, na calda de sobrancelhas caídas e até nas maçãs do rosto e na ponta do nariz. Além disso, a toxina pode ser utilizada para a hiperidrose axilar, palmar e plantar (o suor excessivo em mãos, axilas e pés).

Já os preenchimentos injetáveis permitem dar volume a região facial. Ou seja, além de suavizar rugas, são indicados para aumentar lábios finos, melhorar contornos superficiais e até a aparência das cicatrizes.

O ácido hialurônico ainda hidrata a pele e estimula o colágeno da região em que foi aplicado, sendo um excelente ativo para suavizar os sinais da idade.

Nenhum dos dois procedimentos exige que a pessoa se afaste das atividades de trabalho ou lazer. No entanto, a exposição solar é proibida pelo tempo que o cirurgião plástico ou dermatologista determinar.

Os dois procedimentos têm resultado efetivo por cerca de seis a oito meses e já na primeira sessão é visível o resultado. É válido ressaltar que o tratamento não é definitivo. Entretanto, podem ser realizadas várias sessões que prolongam os benefícios.

Cirurgia Plástica em Santos
Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Shopping Basket