A cirurgia de remodelamento da mama, também conhecida como mastopexia, pode ou não ser associada com o uso de implante de silicone. Tudo depende da textura e densidade do tecido mamário.

Se a mama for muito flácida quando se palpa e tem excesso de pele, pode ser necessário o uso de um implante pequeno para dar mais firmeza à mama. O motivo é que o cirurgião plástico precisa remodelar a mama usando pontos para se aproximar os tecidos; se esse tecido aproximado não tiver uma densidade adequada, então o resultado poderá ser perdido e durar pouco.

Por isso, os cirurgiões plásticos podem usar um pequeno implante que é colocado atrás do tecido mamário visando melhorar o suporte e projeção da mama. Essa conduta deve ser explicada pelo cirurgião plástico ao paciente, mostrando todos os benefícios da técnica.

A escolha de se utilizar prótese de silicone no remodelamento da mama leva mais em conta o excesso de pele pendente e a densidade da mama do que apenas a ptose (queda da mama). Em casos com grande perda de peso ou após a amamentação, o cirurgião plástico pode sugerir o uso de um pequeno implante para tentar trazer de volta o volume mamário perdido.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Últimos Post´s

Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Shopping Basket