[17:03, 07/03/2022] Marcio Santos: A cirurgia plástica de remodelamento da mama, também conhecida como mastopexia, pode ou não ser associada com o uso de prótese de silicone. Tudo depende da textura e densidade do tecido mamário.

Se a mama for muito flácida quando se palpa e tem excesso de pele pode ser necessário o uso de uma prótese de silicone pequena para dar mais firmeza à mama. O motivo é que o cirurgião plástico precisa remodelar a mama usando pontos para se aproximar os tecidos. Se esse tecido aproximado não tiver uma densidade adequada, então o resultado poderá ser perdido e durar pouco.

Por isso, os cirurgiões plásticos podem usar uma prótese de silicone que é colocada atrás do tecido mamário visando melhorar o suporte e projeção da mama. Essa conduta deve ser explicada pelo cirurgião plástico ao paciente, mostrando todos os benefícios da técnica.

A escolha de se utilizar prótese de silicone no remodelamento da mama leva mais em conta o excesso de pele pendente e a densidade da mama do que apenas a ptose (queda da mama).

Em casos com grande perda de peso ou após a amamentação, o cirurgião plástico pode sugerir o uso de uma pequena prótese de silicone para tentar trazer de volta o volume mamário perdido. A paciente é quem decide se vai ou não usar a prótese de silicone.

A cicatriz da cirurgia plástica do levantamento da mama (lifting de mama), com ou sem prótese de silicone, pode ser: apenas vertical (da aréola até o sulco da mama), ou associada com outra cicatriz no sulco da mama (também chamada de “T invetido”). Essa cicatriz vertical, atualmente, tem sido sempre a menor possível.

A qualidade estética da cicatriz independe do uso ou não da prótese de silicone. Por outro lado, se o cirurgião plástico utilizar da prótese de silicone para aumentar o volume ao mesmo tempo do remodelamento, essa cicatriz horizontal pode ser menor (ou ausente) se comparada à técnica de remodelamento simples. Tudo depende do quanto de pele vai sobrar.

Não é possível dizer com precisão a durabilidade da cirurgia plástica, pois depende de muitos fatores. Por exemplo, se a paciente engorda e emagrece muito rapidamente ou engravidar, a cirurgia plástica vai perder muito do resultado.

Se a paciente não usar sutiã para sustentar as mamas, a força da gravidade e a movimentação constante dos seios para baixo pode “alongar” a mama e modificar o resultado.

Portanto, a longevidade do resultado depende muito dos cuidados pós-operatório da paciente. É recomendo sempre o uso de sutiã cirúrgico por dois meses após a cirurgia plástica e o uso contínuo de sutiã e top durante todo o dia, inclusive na hora de dormir.

Cirurgião Plástico em Santos
Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Atendimento: Segunda a Sexta | 8 às 20 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos
[17:03, 07/03/2022] Marcio Santos: .

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Shopping Basket