Uma dúvida frequente entre as pacientes refere-se ao uso de prótese de aumento, pois nem sempre a prótese é utilizada na mastopexia.

O procedimento clássico é feito sem utilizar próteses, pois apenas corrige a flacidez dos seios. No entanto, quando a mama é pequena a mulher pode optar por avaliar com o cirurgião plástico a possibilidade de colocar a prótese de silicone durante a cirurgia plástica, sendo chamada mastopexia com prótese.

O uso da prótese mamária pode ser tanto uma solicitação da paciente que tem o desejo de aumentar o volume dos seios quanto uma recomendação do cirurgião plástico responsável. Ele pode indicar o uso da prótese por diversos motivos, tais como o excesso de pele e densidade da mama, perda de peso ou perda do volume das mamas após amamentação.

Além de que, existem casos em que a mama está com espaços vazios, que precisam ser preenchidos pelo silicone para que seja devolvida a firmeza e a sustentação. Sendo a mastopexia com prótese o procedimento mais indicado nesses casos.

Em geral, o pós-operatório da mastopexia não dói, mas é importante que as recomendações médicas sejam seguidas corretamente, incluindo uso de analgésicos para a dor e outras indicações que auxiliam e reduzem o desconforto imediato.

Movimentos bruscos dos braços devem ser evitados durante 30 dias. Levantar pesos, erguer os braços acima dos ombros, deitar-se de lado ou de bruços podem causar o rompimento dos pontos e prejudicar a cicatrização. Qualquer atividade física no período de recuperação deve ser suspensa e só realizada se autorizada pelo cirurgião plástico.

O cirurgião plástico também pode receitar uma série de medicamentos para auxiliar na recuperação. Anti-inflamatórios, antibióticos e até mesmo analgésicos para dor, ou pomadas a base de silicone para cicatrização, podem fazer parte do tratamento pós-operatório.

Exposição ao sol também é outro fator que pode prejudicar a cicatrização e causar manchas permanentes na região, então orientação do cirurgião plástico também é necessária para liberação a exposição do sol.

O sutiã cirúrgico é utilizado para auxiliar na recuperação pós-operatória. Ele auxilia na diminuição do inchaço, além de remodelar as mamas. Normalmente é recomendado o uso por cerca a de 30 dias podendo ser retirado apenas para momentos de higienização e banho. O tecido do sutiã cirúrgico é antialérgico não causando irritação na pele no processo de cicatrização.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Fique por dentro!

Inscreva-se para receber nosso informativo

Dra. Ana Lúcia Lemos, CRM-SP 85517 / RQE 18555.
Médica cirurgiã plástica, formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos há mais de 20 anos e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Shopping Basket