Ginecomastia é uma condição masculina resultante da hipertrofia das glândulas mamárias. Costuma aparecer em meninos de 13 ou 14 anos, como consequência das alterações hormonais da puberdade. Nesses casos, as mamas crescem por períodos de seis meses ou menos, para depois retornar ao tamanho normal. Em cerca de 5% das vezes, entretanto, a hipertrofia persiste até a vida adulta.

Crescimento exagerado das mamas é mais frequente em homens mais velhos. Ao exame físico, um a dois terços daqueles com mais de 70 anos apresentam uma ou as duas mamas aumentadas.

A ginecomastia é mais frequente nos homens acima do peso. O tecido gorduroso produz enzimas, dotados da propriedade de converter certos precursores da testosterona em estrógenos.

Diuréticos, anti-hipertensivos, cimetidina (usada para reduzir a acidez gástrica), anabolizantes, hormônios e vários medicamentos empregados no tratamento do câncer podem aumentar as mamas (masculinas).

O tratamento é mais eficaz quando a causa for identificada. A sua suspensão do uso de qualquer medicamento responsável tornará as mamas amolecidas e menores em apenas um mês. Se o quadro estiver instalado há mais de um ano, no entanto, a regressão será bem menor por causa da fibrose.

Nessa circunstância, a correção cirúrgica está indicada, especialmente no caso dos adolescentes, para evitar problemas emocionais. A cirurgia plástica consiste em remover parte do tecido glandular e da gordura ao redor do mamilo.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Shopping Basket