A principal diferença da fotodepilação para a depilação a laser está na área de contato da luz com a pele e o comprimento das ondas. Na fotodepilação, uma área maior é abrangida, o que faz a aplicação ser mais rápida e também indolor, ao contrário da a laser, que pode apresentar leves incômodos, embora use um sistema de refrigeração que minimiza a sensação de calor na área a ser tratada.

A sessão de Luz Intensa Pulsada – LIP é mais barata do que a de depilação a laser, embora seus resultados sejam menos duradouros e imediatos.

Com o objetivo de facilitar o acesso aos procedimentos, sempre surgem opções e métodos caseiros. Com a fotodepilação não é diferente: já estão disponíveis equipamentos para uso domiciliar. Porém, há diferenças entre a depilação profissional e a caseira, a começar pela menor potência dos equipamentos individuais em comparação com os usados em clínicas e consultórios.

Além disso, os riscos ao realizar o procedimento em casa são maiores e incluem: queimaduras, manchas claras na pele, hiperpigmentação, sensação de secura, formação de crostas ou dano ocular (se os óculos de proteção não forem utilizados adequadamente).

Fotodepilação é contraindicada para pessoas nos seguintes casos: gestantes, pessoas com pele bronzeada, pacientes com infecções ativas no local a ser tratado, portadores de doenças fotossensibilizantes (como vitiligo) ou fotoalergia, essoas em uso de medicações que elevam a fotossensibilidade, pacientes com câncer.

Dra. Ana Lúcia Lemos | Cirurgiã Plástica CRM 85.517
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Registro de Qualificação de Especialista | RQE 18.555

Clínica de Cirurgia Plástica em Santos
(13) 99790.2280 | (13) 3271.7065 | (13) 3231.5184
Segunda a Sexta 8 às 20 horas | Sábados 8 às 13 horas
Rua Almirante Cochrane, 137 | Embaré | Santos

Gostou desse Post?

Comente

Compartilhe

Comente

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Shopping Basket